29 de agosto de 2012

Creme, morango e castanha

Sabe aquele creminho básico amarelinho?! Ele mesmo...
Nada de montar tortas com muito chantilly ou merengue...
Servi assim... um copim com o creme geladinho, morangos picados, 
que por sinal estão lindos e super em conta! Sobremesa rápida, fácil e deliciosa.

Creme com Leite Moça e Morangos

1 lata de leite Moça
1 lata de leite
1 gema
1 colher (sopa) de margarina

Modo de preparo:
Em uma panela misturar tudo e depois levar ao fogo mexendo sempre até desgrudar da panela. Despejar em um refratário e levar para gelar.

Na hora de servir, caso queira acrescente: 
- Morangos picados, pêssego, coco ralado, castanhas ou chantilly.



Se quisé isprimentá... 
passa a portêra pruláadicá, viu cumadi?!

Um bejim!
=)

25 de agosto de 2012

Bolo cavado - E o recheio da vida!

Muitas vezes olhamos para o próximo e achamos que está fazendo, acontecendo, construindo, 
adquirindo e a impressão é que nosso mundo está parado. Será?!
É um erro colocarmos a base de nossa vida, de nossa plantação, o suor de nosso trabalho 
no terreno vizinho, se for assim nunca estaremos plenos ou satisfeitos.

Somos individuais, únicos e a cada um Deus deu uma história. Viva a sua, do seu jeito, com suas derrotas, conquistas, vencendo seus medos, limitações e adquirindo conhecimento.
Conseguirá visualizar as aquisições com seu esforço ao contrário de se achar sempre incapaz, 
infeliz. Se sentirá pleno, com fôlego para novas batalhas e novas vitórias!

Pegue suas ferramentas e cave, porém cuide de sua terra, sua saúde física, que será um belo arado para a semeadura. Não foque nos plantios ao redor, mantenha-se no seu terreno e projete, sonhe, trabalhe para 
que proveitosa seja sua colheita. Proveitosa para você que a vive, para os seus e não para os outros. 
Que sua semente seja sincera, imparcial e sua colheita será agradavelmente doce!


Às vezes nos sentimos tão pra baixo

Por ver o nosso mundo acabado
Falta coragem e forças pra lutar...


Às vezes nosso mundo é destruído

Como galho seco ao chão caído
Um forte vendaval, que vem nos afogar...


E nessa hora triste a gente tem que acordar

Saber que o mundo gira e poe as coisas no lugar...


Há tempo pra sorrir

Também há tempo pra chorar, o mundo gira...
É só dizer para a dificuldade: veja o tamanho do meu Deus!
Vai ser melhor o amanhã!

Bolo Cavado

Para ver a receita do bolo com Pap clique aqui!
Fiz para o recheio um brigadeiro mole com morangos picados.

Um belo e renovado final de semana!
Um bejim!
=)
Nota: 
Receita: Bolo cavado.
Música: Vai ser melhor - Marco .

21 de agosto de 2012

Couve-flor com requeijão, curry e flor de sal

Estava tão lindo que parecia um belo bouquet florido... assim como rosas brancas.
... nem pensei duas vezes, embrulhei e trouxe logo para o almoço no jardim.
Claro, não serviu como enfeite, mas foi delicioso para aquecer nosso paladar.
Uma misturinha de cremes, um pozim perfumoso, florzinha de sal e 
levei ao sol para gratinar.


Couve-flor Gratinada com Requeijão, Curry e Flor de sal

Cozinhei a couve-flor no vapor e reservei.

Em uma panela fiz molho branco aquecendo 2 colheres (sopa) manteiga, adicionei 1/2 cebola bem picadinha e juntei 2 colheres (sopa) de farinha de trigo. 
Mexi bem com a colher de pau até ficar homogênea e adicionei leite aos poucos e 
continuei misturando. Temperei com sal e curry.

No refratário coloquei uma base com creme, muçarela ralada, colheradas de requeijão
cremoso e por cima a couve-flor com ou buquês separados.
Acrescentei o creme branco, cobri com muçarela ralada, mais requeijão, um pouquinho
de orégano e salpiquei Flor de sal. Levei ao grill para gratinar.

"Disse a flor para o pequeno príncipe: 
é preciso que eu suporte duas ou três larvas 
se quiser conhecer as borboletas."


Por vezes precisamos passar por algumas batalhas para descobrirmos quão
preciosa é nossa vitória!
Obrigada por me visitar e deixar sua prosa com carinho, viu?! 
Um bejim!
=)

17 de agosto de 2012

Sequilhos - E um suspiro!

Tenho facilidade em fazer amizades, talvez pelo do jeitim diminêro ou espontaneidade. 
Gosto de entrar na vida das pessoas com um forte abraço, com música, olhando nos olhos e 
aquecendo a alma. Isso nasceu comigo, mas um coisa aprendi com minha mãe... 
"Tente nunca visitar alguém sem pelo menos levar um bolo nas mãos!"
Ela já ensinava na minha infância sobre o afeto. Não compre ninguém, não seja egoísta, 
pelo contrário, tente dizer mesmo sem palavras o quanto o outro é importante.

Assim conheci Dona Val, no auge de seus 70 anos de vida me encanta com sua sabedoria. 
Mora em uma fazenda em São Bento do Sapucaí, tem sua alegria na horta, em beijar os netos, 
ler a bíblia e falar das promessas que Deus cumpriu. Não tem pressa, não corre, é saudável, lúcida, bem humorada, ainda bate bolo e amassa seu pão nos finais de tarde. Comemorou 52 anos de um casamento 
próspero e feliz! Seu marido ainda cavalga subindo a linda Mantiqueira para ver o entardecer.

Amizade sincera é um presente de Deus! 
E só reforça o que tenho no coração, que nadar contra a maré sempre será 
um exercício no mundo atual. Sonho com uma vida cada vez mais simples, sem pressa, 
ter tempo para ver a família crescer e assim ter uma colheita purdimais alegre!
Pra minha nova amiga fiz um mimo! ♥ Ofereço para você também, viu?!


Sequilhos com Goiabada

2 e 1/4 de xícara de polvilho doce
100 g de manteiga

1 ovo
6 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (chá) de essência de baunilha
1/2 colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal


Modo de preparo:
Bater na batedeira a manteiga, ovo , açúcar, baunilha e sal.

Bata até ficar fofinho, junte o fermento e misture bem (sem bater).
Acrescente o polvilho e amasse até obter uma massa macia, mas firme. 

Faça bolinhas e leve para assar em forma untada, cerca de 20 minutos.
Eles ficam branquinhos em cima e douradinhos em baixo. 
Se quiser, coloque um pedacinho de goiabada antes de assar.

- Aproveite o vidro do Ovomaltine, cortei o tecido para a tampa, as fitas e 
colei com cola para tecido. 
- Para não deixar de levar algo feito por você, use saquinho para alimentos, 
feche com um araminho e enfeite com uma flor.
- Receita fácil que aprendi com a talentosa Lia Agio, dona do Tacho da Pepa
dinda de Amehlinha =]

Desejo um lindo final de semana para vocês, amigos!
Um bejim!
=)
"... a nossa boca se encheu de riso, e a nossa língua, de júbilo...
grandes coisas fez o Senhor por nós; por isso estamos alegres." - Salmos 126

14 de agosto de 2012

Bolo de laranja fofinho - Com sementes de Papoula e Chia

Por conta do trabalho e do estudo, estou sem tempo de prosear com as cumadis e cumpadis nos seus cantinhos... mas não deixo de visitar, de saber o que se passa e de voltar com um quitute feito com amor.
Simplesmente pq gosto disso, gosto da amizade, do carinho e principalmente do respeito.

Outro dia no facebook, a Luísa Alexandra ofereceu um bolo de laranja com papoula, achei que 
seria ótimo para o café da tarde. Então peguei a ideia dela e fui até a cozinha de nossa Clarice Akemi 
pra anotar a receita do fofinho. Ganhei a papoula, mas nossas amigas costumam não ter por conta 
da proibição do cultivo da semente no Brasil. A solução interessante que encontrei foi a semente de Chia
que é pra lá de nutritiva e facim de achar, né?!


Bolo de Laranja Fofinho - Com Sementes de Papoula e Chia

4 ovos
2 xícaras de açúcar (usei 1½ xícara)
½ xícara de óleo (usei canola)
1 xícara de suco de laranja coado
2 xícaras de farinha de trigo peneirada
1 colher (sopa) de fermento em pó 

Modo de preparo:
Na batedeira, bater as claras em neve. Sempre batendo, adicione o açúcar aos poucos. 
Em seguida, coloque as gemas, uma por uma, batendo bem a cada adição. 
Bata bastante até ficar esbranquiçado (uns 2 minutos). Incorpore o óleo em fio e o suco de laranja. 
Em velocidade baixa, vá colocando a farinha às colheradas, pulverizando. 
Raspe as laterais da tigela e bata muito bem. 
Por fim, coloque o fermento em pó e bata rapidamente. 
Despeje a massa numa forma de buraco no meio de 24cm bem untada e enfarinhada. 
Dê algumas batidinhas no fundo da forma e leve para assar  por cerca de 35 a 40 minutos ou até ficar
bem corado. Faça o teste do palito. Tire do forno e espere amornar uns 10 minutos para desenformar. 

Enquanto isso prepare a calda:
1 xícara de suco de laranja coado
1 xícara de açúcar (usei ¾ xícara)
casca de 1 laranja cortada em tirinhas (tente cortar sem a parte branca)

Modo de preparo:
Coloque tudo numa panelinha e misture. Leve ao fogo forte e deixe ferver. 
Vá retirando a espuma branca que aparecer na superfície e deixe apurar até engrossar levemente. 
Tire do fogo e despeje quente mesmo sobre o bolo. 

Notas:
1. Não fiz a calda. E coloquei 1 colher (sobremesa) de chia e 1 de papoula.
2. Receita: Bolo de laranja, simples, fofinho e delicioso - Pecado da gula.
3. Receita: Bolo de laranja com sementes de papoila - Luísa Alexandra.



Estava viajando e voltei com a esperança renovada de que tudo só vai melhorar!
Creia também minha amiga! Espere no Senhor e confie... 
Breve o mar se acalma e a brisa suave começará a soprar.
Nossos esforços por vezes nos cansam, mas Deus nos dá sua provisão como aos pássaros.
Se confiarmos nEle, melhoraremos nossa qualidade de vida, nossa saúde física e espiritual.

Saudáadimáis mesmo de prosiá com'cês tudim! =]
Um bejim!=)

"Mas os que esperam no Senhor renovarão suas forças. " - Is.40:31

9 de agosto de 2012

Tigelinha de arroz - Da economia contra a carestia!

Não sei se ando muito pão-duro, ou as coisas estão moooito caras!
Ir ao supermercado é o mesmo que ir a um campo de batalhas ultimamente, 
os preços estão nas alturas. Datena pode perguntar tranquilo: 
"Comandante Hamilton! Consegue ver os preços daí de cima?!"  
U trem tá é fêi por aí tamém, fia?!
Economizar, reciclar e reaproveitar são palavrinhas mágicas cá em casa, viu?!

Aperta o nó da carestia
Aperta tudo pra fazer economia.




Arroz de Forno - Reaproveitamento

Tinha sobras de arroz, palmito e milho da Torta anterior.
Refoguei em azeite 1 cebola picada, acrescentei 1 cenoura ralada, tomate picado, cebolinha,
um pouco de molho de tomate pronto e misturei deixando bem úmido.
Juntei o arroz, milho e palmito. Distribuí em tigelinhas, cobri com muçarela e óregano.
Levei para gratinar.

Bãodimais, né cumadi?!
Um bejim!
=)


Bora iscuitá um modão com nosso querido Rolando Boldrin.
Embolada - Aperta o nó da carestia 

7 de agosto de 2012

Torta de palmito - E dias tortos...

Desde que deixei um recado aqui sobre o novo tempo, aconteceu algo interessante...
comecei receber e-mails de mulheres de verdade, que tem uma longa jornada de trabalho,
que cuidam da casa, filhos e se encontram desanimadas, com fadiga ou sem rumo. 
Precisam enfrentar a falta de tempo, driblar o financeiro, lutar por um casamento quase falido, 
fugirem das doenças do corpo, da alma e do coração. Para onde correr? 

A minha experiência é... fuja da religiosidade! Do se apegar a qualquer coisa, 
isso não nos leva a lugar algum. Na hora pode ser um apoio, mas lá na frente será um vazio. 
Busco firmar minha fé em Deus, mesmo indo a uma igreja a confiança está nEle e 
não em homens. Existem problemas que só nós iremos passar, o socorro humano será
falho e ter um farol para guiar em meio a escuridão... será a salvação!

Me arrepio só de imaginar que pessoas estão rodeadas de pessoas, que estão apegadas
somente ao material. Por isso vem a frieza, a doença e a morte. Nem sempre física, 
mas dos sonhos, da esperança. Olhares vazios lançados em um mundo que não pára!
Pare um pouco minha amiga, abrace, toque alguém por carinho, ame e se sinta amada.
Isso é remédio para aguentar firme até o dia da vitória! Deus te honrará.


Aguenta firme, não desista! Continue a lutar
As crises e as dores acontecem, Mas chega uma hora
Aonde elas têm seu fim.
Se você não desistir, É pra minha inspiração,
Pra também permanecer, Fiel e firme.


Eu tô contando contigo, Deus tá contando com a gente.
O céu inteiro se move, Pra ver a gente vencer.

Eu só peço ao meu senhor, Que entre bem na minha frente
E abençoe tua vida. E te faça tão feliz 
Agarrado em sua presença, 
Cure as tuas feridas, E te faça vencedor.
E te dê a alegria, De ver toda tua casa, Derramada aos seus pés.
Aguenta firme, não desista!


A tortinha deliciosa e fácil purdimais, aprendi com a querida Cris Miyke. Quer anotar?!

Torta de Palmito

3 ovos
1 xícara (chá) de leite
1/2 xícara (chá) de óleo
7 colheres (sopa) de trigo
5 colheres (sopa) de amido de milho (usei 7)
2 colheres (sopa) de fermento em pó (usei 1)
1 pitada de sal

Modo de preparo:
Colocar todos os ingredientes em uma vasilha, com exceção do fermento e mexer. 
Quando estiver uniforme, adicionar o fermento e misturar delicadamente. 
A massa fica mais líquida mesmo.

Recheio:
1 colher (sopa) de azeite
1 dente de alho amassado 
(piquei 1/2 dente de alho e acrescentei 1 cebola picada)
1 vidro de palmito picado (usei 1/2 vidro)
1 lata de milho verde (escorrido)
2 tomates sem sementes picados
Azeitonas verdes picadas

Modo de preparo:
Dourar a cebola e o alho no azeite, adicionar o restante dos ingredientes e refogar rápido
(não deixar demais pro tomate não desmanchar). Adicionei cebolinha picada.

Montagem:
Em um refratário untado e enfarinhado, colocar metade da massa, 
espalhar o recheio,  e cobrir com o restante da massa. 
Assar por cerca de 30 minutos, em temperatura média, ou até dourar.

- No recheio adicionei colheredas de requeijão cremoso.
- Na cobertura, requeijão cremoso, parmesão ralado e orégano.
- Montei em um refratário médio e em 2 panelinhas para o jantar.

Um bejim!
=)
Notas:
1. Receita: Delicinhas e coisinhas - Cris Miyke.
2. Música: Aguenta firme - Voices.

5 de agosto de 2012

Sol no seu jardim...

Cumadis e cumpadis...


Pensamos demasiadamente
Sentimos muito pouco
Necessitamos mais de humildade
Que de máquinas.
Mais de bondade e ternura
Que de inteligência.
Sem isso,
A vida se tornará violenta e 
Tudo se perderá.


Que tal ter uma semana com novos pensamentos, atitudes e cheia de paz?! 
E que o sol da justiça realmente brilhe no seu e no meu jardim.
É meu desejo. 

Um bejim!
=)
Nota:
Poema - Charles Chaplin.

"Mas para vós, os que temeis o meu nome, nascerá o sol da justiça, 
trazendo curas nas suas asas." - Mal.4:2

4 de agosto de 2012

Fregolá! ...bão pra daná!

É uma receita daquelas que você logo pensa que está em um sítio, 
perto do fogão de lenha e rodeada por gente muito querida. 

Depois do café da tarde antes do jantar na roça, dá uma vontade de comer um docinho...
E a mistura de fubá com goiabada cascão orna demais... feita no tacho então... 
fica bem puxa-puxa e aquele queimadinho na hora que assa, é uma pegadinha 
no paladar a cada mordida... irresistível!

O perfume da canela com açúcar e o crocantinho da castanha pra mim é o mesmo que... 
abrir o ferrolho da porteira, se pendurar nela e soltar até que abra completamente!
Bãodimáais e com gostinho infantil de quero mais! 
Simples ser feliz, né?! =)


Fregolá

1 1/2 xícara (chá) de açúcar (usei 1)
2 xícaras (chá) de fubá
2 xícaras (chá) de manteiga (usei 1 1/2)
2 gemas
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 1/2 xícara (chá) de goiabada cortada em pedaços (usei cascão)

Modo de preparo
Faça uma farofa com todos os ingredientes menos a goiabada e divida a farofa em 
duas partes. Unte uma forma retangular pequena (usei um marinex) e coloque uma 
porção de farofa, apertando com cuidado para forrar a forma. 
Adicione a goiabada e cubra com o restante da farofa. 
Cobri com ajuda de uma colher e firmando sobre a goiabada. 
Leve ao forno para assar por cerca de 20 minutos.
- Esperei esfriar um pouco para não esfarelar.
Notas:
1. No recheio acrescentei coco queimado. 
Fiz uma cobertura com castanha picada e açúcar com canela.
2. Receita: Yoki.


É tão bom quando podemos viajar nas lembranças através de uma música, 
um cheiro ou um sabor, não é mesmo?!
Tenham todos um lindo domingo!

Um bejim!
=)

2 de agosto de 2012

Pra jantinha, Cenoura gratinadinha!

Pensa que é muíñdifíci, cumadi?! É nada... facim demais e fica pronto num zás-trás!
Pode fazê tudo juntim numa travessa ou separadim assim...
Chêi das vitamina e com direito a reaproveitamento, bão né?!
Pode num sê lá uma belezura, mas pode confiá que é uma gostosura! =)


Cenoura Gratinada

3 xícaras (chá) de cenoura picada e cozida (cozinhei no vapor)
1 xícara (chá) de cebola picada (usei cebola roxa)
1/2 xícara (chá) de pão de forma picado ou ralado (usei miolo de pão francês)
2 colheres (sopa) de azeite
3 colheres (sopa) de maionese
1 ovo
sal e pimenta moída na hora
queijo ralado (usei muçarela)
cebolinha picada

Modo de preparo:
Em uma panela com o azeite refogue a cebola e reserve.
Em uma tigela misture o ovo, sal, pimenta e maionese. Adicione a cebola refogada e
a cebolinha. Acrescente parte do queijo, o pão, a cenoura e misture.
Tempere mais se preferir e se quiser mais úmido adicione mais maionese ou
requeijão cremoso. Distribua em ramequins, cubra com queijo ralado e leve ao forno para gratinar por cerca de uns 25 minutos ou até dourar. 
- Acrescentei requeijão e polvilhei com gergelim. 

Estou me organizando e logo começo a estudar... já tenho saudades das prosas =}
Que agosto seja feito de dias vitoriosos, viu?!
Um bejim!
=)